.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

Tempos Modernos

Assista ao filme Tempos Modernos e discuta com seus colegas, em um fórum, postando seus comentários, que ideologias podem ser observadas no filme que aconteceram na Revolução Industrial e que são características do sistema capitalista. Nas postagens vocês deverão construir considerações suas, e, também, refletir a opinião dos demais participantes do fórum.

19 comentários:

  1. Suanny, 41.
    Contexto Histórico:
    1. Crise de 1929
    2. Revolução Industrial

    O filme feito logo após a crise de 29 mostra a situação dos EUA na época, a produção industrial reduziu-se pela metade, a falência atingiu bancos e grandes empresas. Em 1933 o país contava com 17 milhões de desempregados. Diante de tal realidade o presidente H. Hoover chegou a ser apelidado pelos trabalhadores de ‘’presidente da fome’’.
    Com isso a luta de classes se radicalizou, crescendo a consciência política e organização do operário, retratado no filme na cena em que Carlitos (Charlie Chaplin) é confundido com um líder grevista e é preso.
    O filme também mostra a vida dos trabalhadores em função do relógio, hora para entrar, sair, comer, ir ao banheiro etc. Carlitos sofre as imposições do patrão dentro da fabrica. Chegaram ate a inventar um Alimentador para Funcionários, que prometia diminuir para apenas 15 minutos o horário do almoço e assim sobrar mais tempo para o trabalho.
    Condenado a realizar movimentos repetitivos na linha de produção, sofre um acesso de loucura. Cena esta em que ele é engolido pela máquina (essa cena retrata também a indústria engolindo o trabalhador). Após isso acaba demitido da fábrica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prof.º José Luiz4 de junho de 2013 18:44

      Este comentário foi removido por um administrador do blog.

      Excluir
    2. Prof.º José Luiz4 de junho de 2013 18:54

      Realmente o filme mostra que os donos dos meios de produção exploravam muito aqueles que tinham a força de produção. Enquanto os patrões determinavam o ritmo de produção, os operários eram obrigados a suportar a carga de trabalho.

      Excluir
  2. A Revolução Industrial esta diretamente relacionada com filme. Mostrar o Carlitos lá fazendo o mesmo trabalho repetido, só naquele processo, sem descansar, enquanto aparece um robô alimentador, para que haja economia do tempo de almoço. Os problemas e erros na produção começam a aparecer, inclusive, acidentes de trabalho, com homens ficando presos dentro de máquinas (na vida real, teriam sido estraçalhados) e, além de tudo, tinham um chefe que parecia um ditador, ditando o ritmo das pessoas, sem deixá-las trabalhar de acordo com a maneira como funcionam. Carlitos é demitido e é preso inúmeras vezes, inclusive em um protesto de operários, quando achou uma bandeira vermelha que um operário da construção deixara cair do caminhão. Pegou a bandeira e começou a acenar, para devolvê-la, quando, de repente, aparece uma multidão de operário atrás dele, em marcha. No fim, sem querer, ele ficou como líder comunista.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma coisa que esquecemos de comentar é logo o inicio do filme onde aparece um rebanho de ovelhas e logo em seguida os trabalhadores saindo do metro apressados. Que relação tem uma coisa com a outra, vamos lá:

      No filme, o vagabundo Carlitos, ironicamente, encontra-se na condição de operário. É ao auge do predomínio do padrão de acumulação taylorista-fordista, em que os trabalhadores tem suas habilidades substituídas por um trabalho rotineiro e alienado.

      A inadequação de Carlitos com o trabalho alienado perpassa o tempo todo do filme. Na condição de operário ele tenta se adaptar, se esforça para inserir-se naquele novo mundo de produção em massa, máquinas gigantescas, exploração do trabalho, mas também de greves e de organização sindical. Esta inadequação fica presente logo no início do filme, quando um bando de ovelhas brancas é mostrado e apenas uma delas tem a cor preta, certamente esta representa o próprio Carlitos. A cena do bando de ovelhas é misturada com a cena dos operários entrando na fábrica, como se fossem animais indo para o abate, só que, na verdade, vão para a produção na fábrica

      Excluir
    2. Prof.º José Luiz4 de junho de 2013 19:00

      Nas fábricas era comum os acidentes. Aconteciam pricipalmente por causa do cansaço provocado pelas longas jornadas de trabalho. E o Carlitos, Milena, representa esse fato de forma muito engraçada, so que na vida real não havia nada de engraçado.

      Excluir
  3. Paloma Lima N° 31- 2°"U"7 de junho de 2013 09:39

    Podemos dizer professor, que o tipo de trabalho alí realizado seria de caráter compulsório e sendo repetitivo torna-se pior. Retratado por Chales Chaplin na cena em que pega um prato com sopa e as sequelas do trabalho fazem com que o alimento caia (demonstrado de forma cômica) , as péssima condições nas fábricas, o tempo literalmente limitado. Causando ao próprio diretor uma obsessão em relação ao prazo de produção, em que ele mesmo não cansa de acelerar as máquinas, de observar todos os cômodos da fábrica, chegando ao ponto em que traz um “alimentador de pessoas” com a promessa de diminuir até 15 min, do horário de almoço. Daí chegamos ao fragmento em que descreve a seguinte frase: “O operariado come o que o seu patrão lhe servir” (Através de uma crítica cômica, é visível no momento em que Carlitos come porcas em vez de comida).

    ResponderExcluir
  4. Antonio Felipe, Nº03-2ºANO"U"
    O filme esta relacionado com a revolução industrial, e Charles Chaplin mostra de forma cômica as condições dos trabalhadores na fabrica, eles eram submetidos a trabalharem com movimentos repetitivos, e acompanhar o ritmo da esteira, que a cada minuto o chefe mandava aumentar a velocidade para produzir mais, em pouco tempo, e com isso Charles teve um tipo de loucura, pois não conseguia mais parar de fazer o movimento de arrochar parafusos, e assim arrochava tudo que era redondo, até os botões dos vestidos das mulheres. Outro fato é a pressão do chefe em cima dos trabalhadores para ir mais depressa, isso mostra o que o capitalismo faz com o ser humano, fazendo de tudo para produzir mais. Um fato bem interessante, é a miséria da família(por causa do desemprego), por exemplo na cena da moça furtando bananas para levar para suas irmãs, que ficam mortas de felizes, mostrando que pessoas roubam para sobreviver. Por exemplo, quando Charles esta trabalhando de guarda no shopping, os ladrões que vão roubar de noite lá, eram companheiros de Chaplin na fabrica, que com certeza foram demitidos, e estavam furtando para não passar fome.

    ResponderExcluir
  5. Elcides Cavalcante N° 108 de junho de 2013 13:30

    Tempos Modernos mostra claramente a mecanização do trabalho e a desconsideração do elemento humano. A organização era vista como uma máquina e o homem era uma peça do mesmo. Ficou claro que a única preocupação era produzir e com isso lucrar, o ser humano era um mero instrumento de trabalho sem nenhum privilegio quiçá um bom pagamento pela forma de trabalho apresentado, que muitas vezes não dava para pagar o preço dos produtos que produziam o que sem dúvida alguma é algo bem injusto. Não estavam interessados em mão de obra qualificada e sim quantidade para que a produção fosse mais rentável. Com todos esses problemas surge o movimento sindicalista que luta por melhores condições de trabalho e salários para os operários. Começava aí uma luta de classes. O desemprego também foi bastante notório com o fechamento das fábricas, consequentemente a miséria aparecia. Vale aqui ressaltar que o sistema capitalista vivido até os dias atuais é uma maneira inteligente de se ter lucro, entretanto esquece os preceitos morais e éticos que precisam ser preservados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Reginaldo Júnior N°228 de junho de 2013 16:28

      Elcides, podemos notar também que a sociedade capitalista atual pouco mudou desde a década de 30, onde os moldes de produção continuam menosprezando a importância do trabalhador. Um exemplo são as fábricas maquiladoras no México, nas quais os operários são obrigados a enfrentar longas jornadas de trabalho, sendo mal remunerados e com condições precárias de produção.

      Excluir
  6. O filme Tempos modernos estabelece um forte laço com a revolução industrial, a informação é repassada em forma de comédia, mas se analisarmos o outro lado vemos uma situação séria, que é o crescimento acirrado do capitalismo: desenvolvimento de máquinas, técnicas e filosofias de produção, isso acarretou em longas jornadas de trabalho, salários mínimos, desvalorização dos trabalhadores e alienação. No filme o operário (Charles Chaplin) desempenhava um trabalho repetitivo (apertar um parafuso), esse ato tornou-se compulsório, tudo que se parecia com um parafuso ele queria apertar, o que gerou stress e por essa razão foi demitido, característica principal do fordismo, tarefas repetitivas e específicas. Essa obra é o espelho da revolução industrial, é uma forma diferente e engraçada de nos aprofundar no entendimento do conteúdo, foi uma excelente forma de compreensão.

    ResponderExcluir
  7. Reginaldo Júnior N°228 de junho de 2013 15:05

    Está evidente que na época da Revolução Industrial o método de produção em série (Fordismo e o Taylorismo) não levava em conta a saúde, lazer e muito menos com a condições de trabalho a que eram submetidos os operários. A preocupação com a produção em larga escala, fazia com que os trabalhadores enfrentassem uma longa jornada de trabalho, a realização de movimentos repetitivos, pouco ou nenhum intervalo para descanso. A cena em que o Charles Chaplin é engolido pela máquina simboliza a fusão entre operário e máquina, a mecanização da figura humana, não há a preocupação com a parte psicológica, física e social dos funcionários, sua única função é “Gerar Lucro”. A levantes realizados contra as grandes indústrias por melhores condições de trabalho eram severamente reprimidas, a mobilidade social era quase inexistente já que os salários eram baixíssimos e o custo de vida se tornava cada vez mais elevado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elcides Cavalcante N° 108 de junho de 2013 16:16

      Caro Reginaldo, o que mais me chamou atenção foi que muitas vezes o trabalhador nem ao menos poderia com seu salário, pagar aquele produto produzido por ele mesmo. Esse fato mostra claramente que havia poucas condições para o operário. Esse mesmo que por suas atividades deveria ser mais valorizado, até por uma forma de incentivo a trabalhar mais.

      Excluir
  8. João Victor Félix, 21, 2º "U"9 de junho de 2013 07:38

    O filme surpreendeu minhas expectativas. Como já bem dito pelos meus colegas de turma, o filme está diretamente ligada a "Revolução Industrial" e após um estudo sobre o tema fica bem mais fácil de ligar as coisas, por exemplo, esse relógio já demonstra a automatização das pessoas, tornando-se uma nova classe que perdura até hoje "pessoas robóticas" onde segue-se a um padrão cronológico, querendo ou não.
    É preciso perceber o que veio antes dessa famosa revolução, que era a produção através de artesãos, ou seja, diversas obras eram realizadas por uma só pessoa e com isso a oportunidade de emprego era mais voraz, do nada surgiram essas máquinas que substituíram todas as pessoas... No filme, mostrando Chaplin fazendo aquele repetitivo trabalho, sem nenhum descanso, surgiram os acidentes e erros onde as personagens ficavam dentro (presas) dessas grandes máquinas; trazendo para a realidade seriam exterminadas... Uma outra coisa que me chamou a atenção foi o desejo de construírem famílias, ter uma boa moradia, mas naquela época não era algo tão simples.
    No todo foi uma boa sugestão do professor, me vi dentro de algumas situações (puxando para o aspecto atrapalhado do protagonista) e me fez refletir que apesar dos benefícios que vieram dessas máquinas, houve também aqueles fatores ruins!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. João Victor Félix, 20, 2º "U"9 de junho de 2013 07:50

      Apenas corrigindo o número da chamada,
      João Victor Félix, número VINTE , 2º "U"

      Excluir
  9. Ysabelle Amorim, 40. 2º "U"9 de junho de 2013 11:10

    O filme Tempos Modernos tem uma grande influência em relação ao sistema capitalista da época. O filme relata a preocupação das indústrias em apenas produzir, gerar lucros. Podemos observar que os trabalhadores não tinha tempo livre para descansar, trabalhavam horas durante toda a jornada com movimentos repetitivos. Carlitos(Charles Chaplin) mesmo quando é engolido pela máquina não parava de apertar parafusos, as indústrias não se preocupava com o bem estar dos trabalhadores por que suas funções eram sempre produzir mais. As indústrias não garantiam mão de obra qualificada para seus empregados pois sua maior dependência era “Lucros”, a Revolução Industrial provocou fortes mudanças na sociedade e em homens; no início, acreditava-se que com o aumento de produção encontraria a igualdade social, mas perceberam que quanto mais as tecnologias avançavam ficava cada vez mais restritas há poucas pessoas, e apenas seres de classes mais altas usufruíam de seus benefícios.

    ResponderExcluir
  10. Danielber Castro Noronha Aguiar, n° 8, 2°9 de junho de 2013 16:37

    O filme Tempos Modernos retrata principalmente a Revolução industrial, tendo como personagem principal Carlos, interpretado por Charles Chaplin. O filme faz uma critica a assuntos como : Revolução industrial, modernidade, capitalismo, militarismo, e principalmente as formas de condições de trabalho dos funcionários das fabricas e os maus tratos sofridos pelos mesmos. Mostra também a substituição dos homens pelas maquinas no setor industrial. O filme narra a história de Carlos de uma jovem que é órfã. Os dois tornam-se grandes amigos. Carlos vira líder de uma greve feita pelos trabalhadores, vai preso, depois de ser solto, arruma emprego em outra fabrica mas vai preso novamente, após ser libertado vai embora com a jovem. O filme é uma critica bem humorada a Revolução Industrial. Como nossa colega Suanny disse na cena em que Carlos personagem de Charles Chaplin é engolido por uma das maquinas da fabrica mostra de forma clara a tecnologia tomando conta do mercado industrial e substituindo o trabalho humano. O filme é muito importante pois mostra para as novas gerações o brilhante trabalho de Charles Chaplin.

    ResponderExcluir
  11. Adelina Leopoldo, Nº 019 de junho de 2013 17:21

    Na revolução industrial o foco era, no uso intensivo das máquinas a fim de produções em grande escalas que consequentemente gerariam bastante lucro, e isso o filme retrata muito bem, observamos que, não há nenhuma preocupação com o conforto dos operários, eles não tinham momentos de descansos nem mesmo na hora das refeições, na verdade eles eram vistos como meros instrumentos em que conduziam as maquinas. A única preocupação mesmo era em produzir e gerar lucros,o trabalho dos operários era bastante monótono,e havia uma grande pressão em cima deles,já que enquanto trabalhavam eles eram observados e o chefe sempre mandava eles produzirem mais,e essas grandes jornadas de trabalhos com movimentos bastantes repetitivos faziam com que ocorressem os acidentes nas fabricas.

    ResponderExcluir
  12. Joaquim Feitosa, Nº 2119 de junho de 2013 10:42

    O filme 'tempos modernos', retrata muito bem a época da revolução industrial inicializada na Inglaterra, ressaltando as péssimas condições de trabalho, a escassez de conforto, a longa jornada diária de trabalho, a substituição de homens por máquinas e o valor que todos davam ao tempo, trabalhando sem parar, já que como a produção deveria ser em grande escala, eles aproveitavam ao máximo o o tempo para produzir o máximo que conseguissem. Era acima de tudo, uma prática bastante desumana, já que consideravam os operários simples instrumentos que conduziam as máquinas e a cada vez que erravam ou paravam para descansar eram seriamente punidos pelo chefe.

    ResponderExcluir